22
Mon, Jan
2 New Articles

Os Escuteiros da paróquia de Santa Maria de Nine, do Arciprestado de Vila Nova de Famalicão, construíram um presépio original, que honra as vítimas dos incêndios do verão passado, e que pode ser visitado até ao próximo dia 7 de janeiro.
O “Presépio das Cinzas” foi construído com recurso a madeiras queimadas em Pedrogão Grande e pretende sensibilizar os visitantes para a tragédia que assolou o país. A capela de Santo António foi usada para recriar a tradicional cena da Natividade, estando cercada pelo negrume de madeiras queimadas.
O Arciprestado explicou que o visitante “tem à sua frente um breve percurso a fazer, ladeado por ramos secos e crispados, a par das cinzas espalhadas pelo chão, que evocam uma imagem de desolação e dor”.
Os escuteiros adiantaram que o “Presépio de Santo António apelava a uma missão de esperança tornada mais urgente pelas circunstâncias vividas este ano” e enfatizaram o desejo de que “o breve percurso realizado neste espaço acompanhe o lento, mas gradual, caminho que das cinzas nos conduz à esperança e à vida trazidas e renovadas por Jesus Cristo”.
Assim, parte das contribuições no âmbito das “Festas do Menino” vão reverter para o projeto “Criar Bosques” da Quercus, que se destina a recolher sementes de espécies autóctones. 

Num investimento de “cerca de 900 mil euros”, a Infraestruturas de Portugal (IP) efetuou “trabalhos de pintura e proteção anticorrosiva” em quatro pontes metálicas da Linha do Minho.

Leia a notícia completa para ler na edição 116 do Jornal do Ave.

Fonte foto: Infraestruturas de Portugal

É a pensar na época de exames de muitos estudantes que a Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, em Vila Nova de Famalicão, volta a ter horário de funcionamento alargado. Assim, até 31 de janeiro, o espaço encontra-se aberto até à meia noite, horário que volta a estar em vigor nos meses de maio, junho e dezembro.
A iniciativa foi implementada no início de 2017 e é “já um sucesso”, tendo registado “2264 entradas no horário alargado”. “Sair à noite para estudar na Biblioteca está, assim, a tornar-se um bom hábito entre os nossos estudantes”, referiu Paulo Cunha, edil famalicense.
A Biblioteca, localizada na Avenida Dr. Carlos Bacelar, vai funcionar durante o mês de janeiro à segunda-feira, das 14 horas à meia-noite, de terça a sexta-feira, das 10 horas à meia noite, e ao sábado, das 10 às 13 horas e das 14 às 17 horas.

Um golo de Luís Silva nos descontos permitiu hoje ao Leixões vencer o Famalicão por 1-0, permitindo aos matosinhenses subirem ao terceiro lugar da II Liga de futebol, em jogo da 19.ª jornada da prova.

O golo que ditou a vitória surgiu nos descontos (90+2), num lance em que, após a cobrança de um livre para a área, Okitokandjo fez o primeiro desvio para a finalização do médio.

Sem vencer há cinco jornadas, a equipa de João Henriques aproveitou o facto de o Famalicão ter sido quase inofensivo no ataque para, nos derradeiros instantes, derrotar um adversário direto no topo da tabela classificativa.

O Leixões dominou toda a primeira parte, numa superioridade para que muito contribuiu a contenção do adversário, que permitiu que apenas por uma vez os locais criassem perigo, por Luís Silva.

Na resposta a um corte da defesa famalicense, o médio (08 minutos) 'encheu o pé' de fora da área, fazendo a bola passar muito perto da barra.

Tanta contenção dos visitantes teve repercussões no futebol ofensivo da equipa, que somou duas derrotas por 3-0 nas últimas duas partidas na prova, com o guarda-redes contrário a tocar na bola pela primeira vez aos 30 minutos, num pontapé de baliza.

A segunda parte reproduziu o que havia sucedido até ao intervalo, com os locais sempre por cima, mas com a defesa do Famalicão a chegar para as 'encomendas', até que Luís Silva resolveu tudo nos descontos.

Lusa

Foto: arquivo FC Famalicão

Localizada na freguesia de Nine, em Vila Nova de Famalicão, a empresa Seapath distingue-se das demais marcas de vestuário nacional por ter no ADN a sustentabilidade, onde as t-shirts são confecionadas com algodão orgânico e reciclado.

Reportagem completa para ler na edição 115 do Jornal do Ave. 

A Didáxis de Riba de Ave promoveu, a 15 de dezembro, um concurso de Literacia Digital, onde participaram também alunos da Didáxis de Vale de S. Cosme e do Colégio do Ave. Inserida na disciplina de Inovação Digital, a iniciativa contou com dez alunos do 2.º ciclo de cada escola e dez alunos do 3.º ciclo.

Reportagem completa para ler na edição 115 do Jornal do Ave. 

Videos em destaque

Siga-nos no facebook