18
Sat, Nov
20 New Articles

Na Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, “as mulheres são mais qualificadas, ocupam mais os cargos superiores, mas são também mais do que os homens”. Entre 1420 trabalhadores, 849 são mulheres e 571 são homens, 68 por cento dos técnicos superiores são mulheres e 65 por cento dos licenciados também são mulheres.

Reportagem completa para ler na edição 106 do Jornal do Ave.

Um caso insólito protagonizado por um famalicense. Filipe Silva de 37 anos, natural de Vilarinho das Cambas e a trabalhar em Santo Tirso, parece um computador em forma de gente, já que o famalicense decorou 99 mil 689 viaturas.

Reportagem completa para ler na edição 106 do Jornal do Ave.

O Famalicão conseguiu hoje uma reviravolta em casa do Vitória de Guimarães B, por 2-1, graças a dois golos de Rui Costa nos 10 minutos finais do jogo da 11.ª jornada da II Liga portuguesa de futebol.

A formação vitoriana, lanterna-vermelha do campeonato, com oito pontos e um ciclo de seis jogos sem vitórias, colocou-se em vantagem aos quatro minutos, por Oscar Estupiñán, mas os famalicenses, quase sempre melhores, responderam pelo suplente Rui Costa, aos 82 e aos 87, e regressaram aos triunfos após quatro jogos sem vencer, subindo ao sétimo posto, com 17 pontos.

A turma vitoriana apareceu em campo com Oscar Estupiñán, ponta da lança da equipa principal, e adiantou-se no marcador aos quatro minutos, precisamente pelo colombiano, que ‘roubou’ a bola a João Faria no limite da área, contornou o guardião Gabriel e atirou facilmente para a baliza deserta.

O golo madrugador influenciou a toada da quase toda a primeira parte, com o Famalicão a trocar a bola no meio-campo perante um adversário que se limitou ao contra-ataque e apenas voltou a ameaçar a baliza famalicense num remate em arco de Xande Silva por cima, aos 25 minutos.

A equipa de Dito criou a primeira ocasião antes, aos 18 minutos, quando João Faria, num golpe de cabeça, obrigou André Costa a esticar-se para evitar o golo, e dominou mais claramente nos últimos 15 minutos, ficando perto do empate aos 37, quando Feliz falhou a emenda a centro de Diogo Cunha, e aos 38, quando Poulson, isolado, não conseguiu rematar.

Os vitorianos subiram no terreno no arranque do segundo tempo, mas o Famalicão voltou a revelar-se a equipa mais perigosa, em remates de Poulson, aos 57 minutos, de Mendes, aos 62, de Willian, aos 67, e sobretudo de Feliz, que obrigou André Costa a evitar o golo com uma palmada (58).

Os anfitriões falharam a hipótese de dilatar a vantagem aos 68 minutos, quando Medarious rematou contra Gabriel, com Xande Silva ao lado, de baliza aberta, mas os famalicenses mantiveram o ascendente e empataram aos 82 minutos, quando Rui Costa se isolou pelo lado direito da área e bateu André Costa com um remate cruzado.

O avançado que entrou em campo aos 61 minutos tornou-se na figura da partida a três minutos dos 90, quando se isolou, tocou a bola fora do alcance de André Costa e limitou-se a encostar depois para a baliza deserta.

 

Fonte: Lusa

Nasceu na cidade da Trofa em 1956, mas a sua “expansão e consequente crescimento da atividade” levou esta empresa familiar até ao concelho vizinho de Vila Nova de Famalicão.

Reportagem completa para ler na edição 106 do Jornal do Ave.

Dois jovens, com cerca de 20 anos de idade, morreram na sequência do despiste da viatura onde seguiam, que galgou os railes e caiu de uma altura de cerca de seis metros.

Reportagem completa para ler na edição 106 do Jornal do Ave.

Videos em destaque

Siga-nos no facebook