25
Tue, Jul
1 New Articles

unnamed

Santo Tirso

Já está concluída e inaugurada a 1.ª fase da requalificação da Rua Silva Araújo, em Vila das Aves, concelho de Santo Tirso, na extensão compreendida entre o Largo da Feira e a Avenida da Paradela. 

A intervenção esteve a cargo da Câmara Municipal de Santo Tirso e abrangeu, entre outros, o melhoramento do pavimento, a ampliação dos espaços verdes e “resolveu um conjunto de problemas que existiam, quer de águas pluviais, da circulação com segurança dos peões e da sinalização horizontal e vertical”.
Após a inauguração, que aconteceu no domingo, a 30 de maio, o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Joaquim Couto, afirmou que a Silva Araújo é “uma rua muito importante e estruturante da Vila das Aves”, tendo sido “investidos à volta de 700 mil euros, um valor muito significativo”. “É uma obra de uma grande qualidade, já com características urbanas e não de expressão rural, e é uma melhoria muito significativa para a Vila das Aves”, denotou.
A 2.ª fase da requalificação da Rua Silva Araújo, adiantou o edil tirsense, é “um projeto que ainda está em acabamento” e, “provavelmente”, a obra arrancará, “a correr bem, em 2018”.
Por outro lado, a presidente da Junta de Freguesia de Vila das Aves, Elisabete Faria, referiu que foram criadas “grandes expectativas à volta de como iria ser feita esta rua e como é que iria ser reestruturada”, tendo o resultado final ficado “muito aquém do que as pessoas estavam à espera”. “Sendo uma entrada da Vila, o facto de sermos obrigados a virar à direita e de parte da rua, que é logo à entrada, ser sentido único, não agrada de todo aos avenses”, justificou.
Além disso, como se prevê a instalação da “Hotelar na parte norte da Fábrica Rio Vizela, certamente vai ter muito trânsito de camiões” e a autarca “acha que a Rua não tem largura suficiente para satisfazer todas as condições”. “A gente reclamou e ouviram, mas não adaptaram àquilo que nós dissemos que era necessário. Qualquer pessoa reconhece ao olhar para a rua que, parte dela, está muito estreita. Não duvido que a parte técnica, como o presidente disse, estará bem-feita, mas será que está adaptada às novas necessidades que a rua vai exigir? Alguns moradores e comerciantes que têm os carros estacionados já se queixaram com vidros e espelhos retrovisores partidos. Porque será”, questiona.
Sobre estas questões, Joaquim Couto assegura que “não tem qualquer fundamento”, estando convencido que “a inauguração desta nova infraestrutura vai ser enaltecida e celebrada pela população da Vila das Aves, sobretudo as que vêm ao mercado todos os sábados”. O edil tirsense denotou que “o comportamento” de Elisabete Faria “para com a Câmara Municipal”, em “colocar defeitos naquilo que se acaba de inaugurar”, terá “provavelmente influências ou aconselhamentos partidários”. No entanto, Joaquim Couto garantiu que “não é por isso que a Câmara Municipal deixará de tratar a população de Vila das Aves exatamente em condições de igualdade com as outras freguesias”.

Videos em destaque

Siga-nos no facebook