19
Mon, Feb
16 New Articles

Em vez de comprar ou vender, porque não trocar? É este o desafio lançado pela Câmara Municipal de Santo Tirso, que de 18 a 23 de abril, vai possibilitar a troca de livros em diferentes espaços do concelho. A “Feira das Trocas” estará presente na Biblioteca Municipal, no átrio da Câmara Municipal e no Centro Cultural Municipal de Vila das Aves.

Numa época de excesso de consumo e de necessidade de atitudes amigas do ambiente, a Câmara Municipal de Santo Tirso promove a “Feira das Trocas”. Este ano, a iniciativa não se confina à Biblioteca Municipal, e também haverá livros para trocar no átrio da Câmara Municipal e no Centro Cultural Municipal de Vila das Aves.

Nesses espaços, e ao longo da semana, o acesso aos livros faz-se através da troca, ou seja, sem qualquer custo para os participantes- a única condição é que estejam em bom estado. Os livros a serem trocados serão obras de literatura, técnicos e científicos, de autoajuda e banda desenhada. Excluídos estarão os livros didáticos, revistas e jornais.

A “Feira das Trocas” integra a comemoração do Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor, que se comemora a 23 de abril. A entrada é gratuita.

A secção de karaté da Associação Recreativa de Rebordões aliou-se ao movimento “Vencer o Autismo” e, no dia 5 de abril, realizou uma “aula de karaté especial”, com o propósito de assinalar o Dia Mundial da Consciencialização para o Espectro do Autismo. Esta iniciativa insere-se no âmbito do PNED, através do seu eixo “Desporto Inclusão”, tendo por objetivo “a sensibilização da população para a problemática do autismo onde esta inclusão é promovida através da prática desportiva”. A aula contou com a presença de Margarida, uma menina “muito especial”, que tem contribuído de “uma forma excecional para desmistificar o conceito do Autismo”. As estatísticas apontam para que cerca de 20 entre cada 10 mil nascidos sejam autistas, sendo quatro vezes mais comum no sexo masculino do que no feminino, razão pela qual a cor Azul esteja associada ao Autismo. No total, acredita-se que cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo sofram de Autismo, afetando “dezenas de crianças no Município de Santo Tirso”, segundo adiantou fonte da associação. Atualmente, ainda não há certezas sobre as razões do seu aparecimento nem existe cura.

Atualmente a funcionar no Palácio da Justiça, o Tribunal do Comércio vai ser transferido para o antigo edifício das Finanças, na Rua Ângelo Andrade, em Santo Tirso. Quem o garante é a secretária de Estado Adjunta e da Justiça, Helena Mesquita Ribeiro, que esteve reunida com o presidente da Câmara Municipal, Joaquim Couto. O autarca tirsense revelou que “o acordo de transferência está no Instituto de Gestão Financeira do Ministério da Justiça, para que se inicie o processo de concurso de obras naquele edifício”. A empreitada deverá estar concluída no final de 2017, início de 2018. Além da mudança de instalações,a secretária de Estado Adjunta e da Justiça mostrou disponibilidade em reforçar os recursos humanos do Tribunal do Comércio. Com esta transferência, é expectável que também no início de 2018 o Tribunal Cível de Santo Tirso seja deslocado das atuais instalações, na Rua Dr. José Cardoso de Miranda, para o Palácio da Justiça do Município. Outro dos assuntos abordados durante a reunião foi a alteração ao mapa judiciário. Joaquim Couto adiantou que “ficou consensualizado que, no que diz respeito ao Município, não irá haver alterações no mapa judiciário”. “As valências estão fixadas, não se prevendo alteração das valências judiciais de que o concelho atualmente dispõe”, assegurou. A 1 de setembro de 2014, o Tribunal de Santo Tirso passou a integrar as instâncias Comércio e Família, no âmbito do mapa judiciário implementado na altura. O papel da Câmara Municipal de Santo Tirso foi fundamental para a decisão de instalar uma secção de Comércio, abrangendo os concelhos de Santo Tirso, Gondomar, Valongo, Maia, Matosinhos, Vila do Conde, Póvoa de Varzim e Trofa. Outro dos assuntos que esteve em cima da mesa foi o arranque de um projeto-piloto em Santo Tirso, relacionado com a inclusão social de ex-reclusos. O presidente sugeriu que fosse o “Município a liderar as instituições que intervêm no processo de reintegração dos reclusos”. “Muitas vezes, os ex-reclusos até conseguem trabalho, mas tarda o acesso à habitação. Ou, em alternativa, estão asseguradas estas duas valências, mas falha a reintegração social e familiar. Bastaria que o Ministério da Justiça nomeasse uma entidade tutora, que na nossa opinião pode ser a Câmara, com a missão de articular os diversos organismos (Instituto de Emprego e Formação Profissional, Segurança Social, Estabelecimentos prisionais), para que nenhum dos processos de reintegração “falhe”, explicou Joaquim Couto, adiantando que a secretária de Estado irá levar a proposta à Ministra da Justiça.  

É já no dia 24 de abril que a Câmara Municipal de Santo Tirso e a Junta de Freguesia de Vila Nova do Campo inauguram a 1.ª fase da requalificação da Avenida Manuel Dias Machado. A cerimónia protocolar realiza-se junto à capela da Santíssima Trindade e começa pelas 17.30 horas.
Além do descerramento da placa e intervenções oficiais, haverá um momento cultural e a visita à renovada Avenida.
Está concluída a primeira de três fases, orçada em 300 mil euros e que contempla o traçado que vai desde o cruzamento com a Avenida 25 de Abril até à Rua José Narciso da Costa.

foto: arquivo

Na próxima segunda-feira, 25 de abril, o Pavilhão Desportivo Municipal de Santo Tirso recebe as finais da Taça do Campeonato Concelhio de Futsal. A iniciativa, que conta com o apoio da Câmara Municipal, terá lugar entre as 09h00 e as 22h00, e é de entrada gratuita.

Organizadas pelo Campeonato Concelhio de Futsal, com o apoio da Câmara Municipal de Santo Tirso, as Finais da Taça vão encher o Pavilhão Desportivo Municipal. Composto por 13 associações, num total de 42 equipas, 498 jogadores e 99 dirigentes, o Campeonato Concelhio desta modalidade traz à final os escalões escolinhas, infantis, iniciados, juvenis e sénior feminino.

O programa inclui, da parte da manhã, o jogo AR Areal vs GD Vale do Ave, do escalão escolinhas, pelas 09h00; AD Reguenga vs AD Tarrio, dos infantis, às 10h30; e GD Vale do Ave B vs GD Vale do Ave A, no escalão iniciados, pelas 12h00.

À tarde, os juvenis dão início às partidas, com o jogo AR Areal vs AD Tarrio, às 19h00, seguido dos seniores femininos, num jogo disputado entre a AD Tarrio A e a AR Areal, às 20h30. O último jogo faz – se pelas 22h00, entre juniores, com o AR Areal vs AB 92. No final de cada partida haverá ainda uma entrega de prémios.

Em dia feriado, a iniciativa está aberta ao público e tem entrada livre.

Videos em destaque

Siga-nos no facebook