22
Mon, Jan
2 New Articles

"É oficial!!! Convocada para o meu 4º Campeonato do Mundo". Foi desta forma que Sara Moreira comunicou que foi uma dos 15 atletas que aFederação Portuguesa de Atletismo (FPA) selecionou para o Campeonato do Mundo de Atletismo, a decorrer de 22 a 30 de agosto, em Pequim, na China.

A tirsense vai competir na prova dos dez mil metros, juntamente com Dulce Félix.

A comitiva será chefiada por Jorge Vieira, presidente da FPA com a liderança da equipa a cargo de Paulo Bernardo, vice-presidente da FPA para o Alto Rendimento e Seleções Nacionais. João Abrantes, Técnico Nacional de Velocidade e Estafetas é o responsável técnico da equipa, que terá ainda os seguintes treinadores: Jorge Miguel, Paulo Reis, Paulo Murta, João Ganço, Vladimir Zinchenko, Ricardo Ribas, Pedro Ribeiro, Maria Sameiro Araújo e José Uva.

A equipa médica será liderada por Nuno Pereira Coutinho e terá como fisioterapeuta Juliana Neto e como massagista António Vieira.

Seis alunos da Escola Profissional de Santo Tirso – Cidenai, dos cursos Técnicos de Comércio e Secretariado, distinguiram-se num Evento Multiplicador Internacional, do Programa Erasmus+, na cidade de Granadilha de Abona, em Tenerife, Espanha, no dia 30 de julho.

Os jovens, que estão a realizar estágio em Tenerife, no âmbito Projeto Erasmus + "Oportunidades Profissionais no Contexto Europeu", da responsabilidade da Escola Cidenai, financiado pela Comissão Europeia, participaram na iniciativa, realizada no Convento Franciscano de S. Luís do século XVII, para apresentar as suas experiências de estágio e culturais. Segundo fonte da instituição, os alunos destacaram-se pela “capacidade comunicativa, em espanhol, dos alunos, bem como o sucesso do seu estágio e da sua mobilidade”.

A plateia estava composta pelos Vereadores da Educação, do Turismo e dos Serviços Institucionais do Ayuntamiento de Granadilla de Abona. As instituições portuguesas também estavam representadas por Elda Dias, da Agência Nacional Erasmus+, Celina Silva, da direção geral da Escola e Ricardo Sampaio, da direção pedagógica da Escola. O anfitrião foi José Ventura, diretor da instituição parceira da Escola, a Temis. Os tutores das empresas, de cada aluno, também estiveram presentes, bem como outros convidados e alguns curiosos.
“No ar, ficou o desejo do Programa Erasmus+ ficar vincado na cidade de Granadilla de Abona e em Santo Tirso. O apelo da sua promoção foi solicitado a todos os presentes”, afirmou a mesma fonte.

O Portimonense venceu a primeira eliminatória da Taça da Liga, ao eliminar o Desportivo das Aves, por 3-0, em Portimão, resultado construído na primeira parte.

No primeiro jogo oficial da época, André Carvalhas abriu o marcador, aos 14 minutos, Mamadu (25) aumentou a vantagem, e Fabrício (45) assinou o terceiro golo dos algarvios, antes do intervalo.

Numa partida jogada sob temperatura elevada, foi o Portimonense quem entrou melhor, assumindo o controlo do jogo, e a primeira equipa a dar o primeiro sinal de perigo, com André Carvalhas, aos cinco minutos, a rematar a escassos centímetros da baliza de Quim.

O Desportivo das Aves, incapaz de contrariar o melhor futebol da formação de José Augusto, resistiu até aos 14 minutos, altura em que André Martins finalizou com êxito, um contra-ataque dos algarvios, assistido por Pires.

O golo deu ainda maior alento aos algarvios, que aos 25 minutos, dilataram o marcador por intermédio de Mamadu, isolado com um passe de Fidelis, tendo desviado de cabeça por cima do guarda-redes Quim.

A velocidade e a maior pressão ofensiva do Portimonense, resultariam no terceiro golo, ainda antes do intervalo, com Fabrício a finalizar em cima da linha de golo, após assistência de Ewerton.

No segundo tempo, o Portimonense limitou-se a gerir o marcador, deixando ao Desportivo das Aves a iniciativa do jogo, mas ainda assim foi a equipa que mais oportunidades de golo construiu para dilatar o marcador.

Pires, aos 47 minutos, isolado, André Carvalhas (49) e Fabrício (53 e 58) foram incapazes de bater o guarda-redes adversário.

Tarcísio (62) e Felipe Martins (72) desperdiçaram as melhores oportunidades para reduzir a diferença, em dois lances em que o guarda-redes Ricardo Ferreira se aplicou mantendo a sua baliza inviolável.

Na próxima eliminatória da Taça da Liga, o Portimonense vai jogar com o Penafiel que hoje venceu o Olhanense (2-0).

Jogo disputado no Estádio Municipal de Portimão.

Portimonense-Aves, 3-0.

Ao intervalo: 3-0.

Marcadores:

1-0, André Carvalhas, 14 minutos.

2-0, Mamadu, 25.

3-0, Fabrício, 45.

- Portimonense: Ricardo Ferreira, Ricardo Pessoa, Ivo Nicolau, Marcel, Mamadu, Dener (Ryuki, 75), André Carvalhas (Fernandinho, 65), Fidelis, Ewerton, Fabrício (Buba, 59) e Pires.

(Suplentes: Carlos Henrique, Ryuki, Fernandinho, Chace, Alfredo, Buba e Ferreira).

Treinador: José Augusto.

- Desportivo das Aves: Quim, André Costa, Romaric, Emanuel Edet, Nelson Pedroso, Renato Reis, Tarcísio, Anton (Felipe Martins, 46), Ernest (Perdigão, 62), Pedro (Ericsson, 77) e Theo Mendy.

(Suplentes: Diogo Freire, João Amorim, Felipe Martins, Perdigão, Zé Valente, Ericsson e Vítor Alves).

Treinador: Carlos Castro.

Árbitro: Bruno Rebocho (Évora).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Ernest (44), Tarcísio (54), Theo Mendy (90+1) e Renato Reis (90+3).

Assistência: Cerca de 600 espectadores.
Lusa

Tânia Nicole convenceu júri com coordenados masculinos

O Concurso de Jovens Criadores da Associação de Coletividades Têxteis da Europa (ACTE) 2015 terminou com uma vencedora portuguesa. Tânia Nicole, aluna da Escola Superior de Arte e Design (ESAD) do Porto e a fazer o mestrado na Fábrica de Santo Thyrso, obteve o primeiro lugar no certame que decorreu na cidade italiana de Riccione. O prémio foi entregue pelo presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Joaquim Couto, que atualmente assume o lugar de secretário executivo da ACTE.

“Foi um enorme prazer entregar o primeiro prémio a uma designer portuguesa que, ainda para mais, teve a oportunidade de desenvolver a coleção que apresentou neste concurso durante o Mestrado de Design de Moda que decorreu na Fábrica de Santo Thyrso, fruto da parceria que temos com a ESAD”, congratulou-se Joaquim Couto.

A vitória portuguesa não é, contudo, inédita. O mesmo tinha já acontecido nos últimos dois anos. Para o secretário executivo da ACTE, esta é a prova “de que Portugal tem valor e qualidade na área da moda e do têxtil, podendo recuperar a pujança de outros tempos”. “O júri ficou surpreendido e agradado com a qualidade das propostas apresentadas por Portugal”, realçou.

Tânia Nicole tem apenas 23 anos. É natural de Leiria e conquistou o júri do Riccione Moda Itália, contra outros sete concorrentes de cinco países: Bélgica, Espanha, França, Polónia e Tunísia. Com três coordenados masculinos, para a próxima coleção outono-inverno 2015/2016, Tânia Nicole inspirou-se “na origem do skate e dos homens de fato de Nova Iorque”.

“As minhas propostas são fatos masculinos, mas com detalhes desportivos, através da utilização de materiais como a malha. É dirigido ao homem que apesar de gostar de utilizar fato, tem um lado mais jovem e descontraído”, explicou a jovem designer de moda.

Ler mais...

 

Tânia Nicole convenceu júri com coordenados masculinos

O Concurso de Jovens Criadores da Associação de Coletividades Têxteis da Europa (ACTE) 2015 terminou com uma vencedora portuguesa. Tânia Nicole, aluna da Escola Superior de Arte e Design (ESAD) do Porto e a fazer o mestrado na Fábrica de Santo Thyrso, obteve o primeiro lugar no certame que decorreu na cidade italiana de Riccione. O prémio foi entregue pelo presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Joaquim Couto, que atualmente assume o lugar de secretário executivo da ACTE.

“Foi um enorme prazer entregar o primeiro prémio a uma designer portuguesa que, ainda para mais, teve a oportunidade de desenvolver a coleção que apresentou neste concurso durante o Mestrado de Design de Moda que decorreu na Fábrica de Santo Thyrso, fruto da parceria que temos com a ESAD”, congratulou-se Joaquim Couto.

A vitória portuguesa não é, contudo, inédita. O mesmo tinha já acontecido nos últimos dois anos. Para o secretário executivo da ACTE, esta é a prova “de que Portugal tem valor e qualidade na área da moda e do têxtil, podendo recuperar a pujança de outros tempos”. “O júri ficou surpreendido e agradado com a qualidade das propostas apresentadas por Portugal”, realçou.

Tânia Nicole tem apenas 23 anos. É natural de Leiria e conquistou o júri do Riccione Moda Itália, contra outros sete concorrentes de cinco países: Bélgica, Espanha, França, Polónia e Tunísia. Com três coordenados masculinos, para a próxima coleção outono-inverno 2015/2016, Tânia Nicole inspirou-se “na origem do skate e dos homens de fato de Nova Iorque”.

“As minhas propostas são fatos masculinos, mas com detalhes desportivos, através da utilização de materiais como a malha. É dirigido ao homem que apesar de gostar de utilizar fato, tem um lado mais jovem e descontraído”, explicou a jovem designer de moda.

Tânia Nicole foi a vencedora da 1ª categoria, destinada a estudantes de moda. Antes de chegar a Riccione já havia conquistado o júri português, composto por elementos da Fábrica de Santo Thyrso, AMAVE, CITEV, CENATEX e da empresa Crispim e Abreu, que, de entre várias escolas, a selecionou para representar Portugal. A vencedora recebeu um prémio pecuniário no valor de três mil euros.

Outro dos representantes portugueses na edição deste ano da Riccione Moda Itália foi David Catalan, ex-aluno da ESAD, com várias colaborações com a Fábrica de Santo Thyrso, e vencedor de vários prémios a nível nacional e internacional.

David Catalan, de 25 anos, concorreu na 2ª categoria, destinada a jovens designers até cinco anos de experiência. Não venceu, mas o júri  reconheceu-lhe a qualidade da coleção apresentada. “O David é um excelente profissional que irá longe nesta área. Apesar de não ser um item avaliado nos critérios do júri deste concurso, foi o único estilista que, para além de desenhar, elaborou a roupa apresentada”, explicou Joaquim Couto.

O primeiro lugar na 2ª categoria acabou por ser atribuído ao representante da Suécia, que recebeu um prémio no valor de oito mil euros e que foi entregue pelo presidente executivo da ACTE, Amadeu Aguado.

O Concurso de Jovens Criadores da Associação de Coletividades Têxteis da Europa (ACTE) 2015 decorreu na passada sexta-feira, dia 25 de julho.

 

Tânia Nicole convenceu júri com coordenados masculinos

O Concurso de Jovens Criadores da Associação de Coletividades Têxteis da Europa (ACTE) 2015 terminou com uma vencedora portuguesa. Tânia Nicole, aluna da Escola Superior de Arte e Design (ESAD) do Porto e a fazer o mestrado na Fábrica de Santo Thyrso, obteve o primeiro lugar no certame que decorreu na cidade italiana de Riccione. O prémio foi entregue pelo presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Joaquim Couto, que atualmente assume o lugar de secretário executivo da ACTE.

“Foi um enorme prazer entregar o primeiro prémio a uma designer portuguesa que, ainda para mais, teve a oportunidade de desenvolver a coleção que apresentou neste concurso durante o Mestrado de Design de Moda que decorreu na Fábrica de Santo Thyrso, fruto da parceria que temos com a ESAD”, congratulou-se Joaquim Couto.

A vitória portuguesa não é, contudo, inédita. O mesmo tinha já acontecido nos últimos dois anos. Para o secretário executivo da ACTE, esta é a prova “de que Portugal tem valor e qualidade na área da moda e do têxtil, podendo recuperar a pujança de outros tempos”. “O júri ficou surpreendido e agradado com a qualidade das propostas apresentadas por Portugal”, realçou.

Tânia Nicole tem apenas 23 anos. É natural de Leiria e conquistou o júri do Riccione Moda Itália, contra outros sete concorrentes de cinco países: Bélgica, Espanha, França, Polónia e Tunísia. Com três coordenados masculinos, para a próxima coleção outono-inverno 2015/2016, Tânia Nicole inspirou-se “na origem do skate e dos homens de fato de Nova Iorque”.

“As minhas propostas são fatos masculinos, mas com detalhes desportivos, através da utilização de materiais como a malha. É dirigido ao homem que apesar de gostar de utilizar fato, tem um lado mais jovem e descontraído”, explicou a jovem designer de moda.

Tânia Nicole foi a vencedora da 1ª categoria, destinada a estudantes de moda. Antes de chegar a Riccione já havia conquistado o júri português, composto por elementos da Fábrica de Santo Thyrso, AMAVE, CITEV, CENATEX e da empresa Crispim e Abreu, que, de entre várias escolas, a selecionou para representar Portugal. A vencedora recebeu um prémio pecuniário no valor de três mil euros.

Outro dos representantes portugueses na edição deste ano da Riccione Moda Itália foi David Catalan, ex-aluno da ESAD, com várias colaborações com a Fábrica de Santo Thyrso, e vencedor de vários prémios a nível nacional e internacional.

David Catalan, de 25 anos, concorreu na 2ª categoria, destinada a jovens designers até cinco anos de experiência. Não venceu, mas o júri  reconheceu-lhe a qualidade da coleção apresentada. “O David é um excelente profissional que irá longe nesta área. Apesar de não ser um item avaliado nos critérios do júri deste concurso, foi o único estilista que, para além de desenhar, elaborou a roupa apresentada”, explicou Joaquim Couto.

O primeiro lugar na 2ª categoria acabou por ser atribuído ao representante da Suécia, que recebeu um prémio no valor de oito mil euros e que foi entregue pelo presidente executivo da ACTE, Amadeu Aguado.

O Concurso de Jovens Criadores da Associação de Coletividades Têxteis da Europa (ACTE) 2015 decorreu na passada sexta-feira, dia 25 de julho.

Videos em destaque

Siga-nos no facebook